BANDA IMPERDÍVEIS - Cerveja e Evolução Social

Cerveja e a evolução social

A cerveja revolucionou o mundo. Isso é um fato. Durante toda a história ela esteve presente nos acontecimentos mais marcantes para a evolução humana! Grades historiadores, arqueólogos, cientistas e até o mais alto clero bradam a sua importância.

Desde que surgiu e participou mais em nossas vidas, ajudou a organizar grandes e evoluídas civilizações, como a suméria e a egípcia. E indo mais pro oriente não foi diferente.

Representação de hieróglifos e seus significados

Entre tantas teorias sobre a descoberta da cerveja, há os que relatam que, na Suméria, um pote de grãos esquecido sob a chuva acabou fermentando e, por sorte, alguém resolveu provar o líquido resultante da fermentação.

Uma outra teoria afirma que os cereais, grandes fontes de alimento, passaram a ser cultivados em plantações maiores e armazenados. Para garantir a qualidade dos grãos, alguns povos cozinhavam estes cereais antes de armazená-los. Isso há cerca de 10 mil anos atrás! Um antigo texto revela que quando um pote de grãos cozidos ficava armazenado por mais tempo e posteriormente consumido, produzia um sentimento de alegria. Assim, passaram a cozinhar os grãos com mais frequência colocando-os em potes com água e outras substâncias, como mel e frutas, para dar aroma e sabor e,  com um canudo, sorviam o suco alcoólico de dentro do pote.

BANDA IMPERDÍVEIS - CodigoHamurabi

Além de servir esses povos com suas excelentes propriedades nutritivas (na época a cerveja chegava a no máximo 3% de álcool e até as crianças se beneficiavam), virou alimento, remédio, moeda e até “o caminho para se comunicar com os deuses”! Está tudo escrito nos hieróglifos espalhados pelos templos, cavernas e até nas paredes das tumbas dos grandes faraós do Egito, como também no famoso tratado babilônico: Código de Hamurabi.

A mais antiga lei que regulamenta a produção e a venda de cerveja, que data de 1760a.C., o Código de Hamurabi condenava à morte quem não respeitasse os direitos e deveres para a comercialização, fabricação e consumo da cerveja. Estabelecia ainda uma ração diária da bebida: 2 litros para os trabalhadores, 3 para os funcionários públicos e 5 para os administradores e o sumo sacerdote. Na Babilônia a coisa era séria! Dá-se conta da existência de diferentes tipos de cerveja, originadas de diversas combinações de plantas e aromas com uso de diferentes quantidades de mel.

BANDA IMPERDÍVEIS - Mulher Sumeria

Importante ressaltar que para que este “milagroso” surgimento “espontâneo” na natureza pudesse se tornar uma das bebidas mais consumidas no mundo, as mulheres foram personagens principais nessa história. Foram elas que levaram a descoberta para a panela, alegraram as comunidades com suas receitas e que, mesmo sem conhecer, cuidaram com carinho materno das mais “emotivas” criaturas que existe na Terra, as leveduras!

Tanto que os sumérios reverenciavam não a um deus, mas sim a uma deusa da cerveja, a deusa Ninkasi (Saiba mais sobre a deusa da suméria).

Entre tantas influências para a sociedade, a cerveja revolucionou os métodos agrícolas para a produção da cevada, a economia, a ciência e trouxe muita saúde para os povos!


BANDA IMPERDÍVEIS - How Beer Saved The World

Aconselho assistir um documentário muito irreverente e esclarecedor produzido pela Discovery Channel, intitulado “How Beer Saved de World”. Segue o link: https://www.youtube.com/watch?v=xO53rQ9nqQs&list=PLYpemITS6Hr_YrEBGEQDUm3XxPrQdrK_X

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s