INDAIZ

Os becos e vielas paulistanos sempre acostumados a revelar grandes artistas da rima e da poesia acamadas em base do Rap, ou bailando ao gingado do mais puro samba paulista, ganharam em meados de 2008 uma nova vertente na quebrada. Sandro e Deninho, moradores da favela do Jardim Rincão, extremo oeste de São Paulo, se conheceram ainda garotos e decidiram aclamar suas revoltas ao ritmo do mestre jamaicano Bob Marley, o Reggae.

Este período foi marcado por grande aprendizado e pelo nascimento de grandes canções que dão início ao álbum “Favela” que só foi finalizado em 2014. Álbum produzido por ninguém menos que Guto Gonzalez, renomado produtor da cena musical paulistana.

Com músicas marcantes como “Gueto sem luz”, “Fome vs Consciência” e “Favela”, faixa que dá título ao disco, este álbum também é marcado por letras fortes e fieis ao cotidiano às vezes violento, às vezes sofrido, mas sempre criativo e resistente ao abandono e opressão tão comuns em nossas quebradas. Deste disco também nascem três clipes dirigidos por Marco Beatrici (MF Pró). O clipe “Gueto Sem Luz” por exemplo, chegou a veicular no site da MTV Brasil em meados de 2014.

Através deste álbum, a banda marcou presença em grandes eventos, acumulando bagagem em experiências incríveis, tais como: Projeto primavera nos parques – SP; Virada Cultural 2016 – SP; Centro Cultural da Juventude SP – CCJ; Casa de Cultura São Matheus; Virada Virtual 2016; O Kazebre – SP; CCPC – SP; Festa da Colheita – São Tomé das Letras – MG; Casarão Arte Livre Ocupação – SP; Jornada do Patrimônio – SP; Teatro Municipal de Barueri – SP; Projeto “A Rua Fala”- SP; Comunidade Quilombaque – Perus SP; Frega em movimento – SP; Coletivo Som na Praça – Dia Municipal do Reggae SP 2017 — Sarau Sensacional Rio De Janeiro 2017 — Reggae Expo Click 2017 Galeria Olido – SP — Contemplado no Edital Festival de Artistas e banda Independentes de São Paulo 2018 — Jungle Fest 2018 – SP — Reggae Expo Click 2018 Sala Olido — Festival Da Rua Pra Rua 2018 Ano 6.

O Nome Indaiz vem da junção de: indomável e raiz. Palavras que representam exatamente o sentimento do povo pobre brasileiro, um povo que não se acovarda e nunca abandona suas raízes.

“Não podemos mudar o mundo,
Mas nossas vidas a música já mudou,
Através dela,
Passamos nossa verdade,
Nossa essência,
Estamos na luta pela arte,
Pois ela salva e nos liberta…” (Sandro Indaiz)

Formação atual:

Sandro – Vocalista e Guitarra Base
Zazera – Guitarra Solo e voz
Bob De La Rua – Bateria
Sóstenes Matusalém – Contra Baixo
Marcelo Jah – Teclado

Participações não só especiais, mas fundamentais: D. Metal DJ Tromp JR AR2 Aldemar Lacerda Emersom Acordi Willian Ribeiro.

OUÇA NO SOUNDCLOUD!


Mais bandas! ☛ Aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s